INSIDE SAHOCO

TREND ALERT: Lenços

Quando o clássico do passado irrompe pelo presente e se torna moda outra vez…de que peça falamos? Do Lenço!

Poucos sabem a origem do acessório de moda que começou a ser parte integrante e diferenciadora dos looks de figuras da história mundial. 

Consta que surgiu pela primeira vez no Egito. Nefertiti, Rainha em 1350 a.c., terá sido das primeiras mulheres a usá-lo como ornamento. Épocas depois, víamos o lenço em figuras como a Rainha Vitória de Inglaterra e a Princesa Elena Meshcherskaya da Rússia, que não o dispensavam. 

O lenço popularizou-se entre várias celebridades e figuras públicas que, desta forma se tornaram musas inspiradoras para que as mulheres por todo o mundo sentissem o desejo de ter no seu closet uma peça igual. Temos o exemplo de Grace Kelly ou Audrey Hepburn, que tornou eterno o passeio de carro, durante a filmagem de “Charade”, o mais icônico de Hollywood. Deste filme guardamos, como principais memorias visuais, o lenço que ostentava na cabeça e os seus famosos óculos de sol. O charme e a elegância que refletia, sem aparente esforço, apenas pela utilização de um lenço, mantém viva até hoje e de forma transversal entre gerações uma relação imediata entre o lenço e a elegância, feminilidade e até de alguma ousadia. 


O lenço é uma peça leve que recorrendo a um incalculável número de padrões e texturas se adapta a qualquer outfit. Também a sua utilização foi variando ao longo dos anos e, se começou por ser utilizado na cabeça, hoje podemos vê-lo no pescoço, cabelo, pulso ou preso na alça de uma mala. É esta versatilidade que faz do lenço uma peça intemporal.

Em pleno século XXI, o lenço continua a ser um acessório essencial se o propósito de quem o usa for de transmitir distinção e requinte.

Hoje, mais do que nunca, a mulher que o escolhe usar faz, sem dizer uma palavra, um statement para o mundo da sua personalidade.


Siga a tendência! Aproveite a nossa promoção e receba o lenço de edição limitada SAHOCO SS22. Crie o total look com as peças que lhe indicamos em baixo.